13 de jan de 2010

Uma flor embaixo dos escombros

Infelizmente, o Haiti foi vítima de mais um atentado; dessa vez não foi a fome, tampouco a pobreza extrema que espalhou corpos pelas ruas haitianas. Desta vez, ironicamente, foi a própria natureza.
Há 200 anos não víamos um terremoto com tamanha força e magnitude. E foi na tarde de ontem (12) que o Haiti, já debilitado socialmente, amargurou e sofreu com a força da natureza, do acaso.
Foram contabilizados 100 mil mortos, dentre esses brasileiros e brasileiras de verdade como Zilda Arns e soldados anônimos - por eles, o mundo inteiro amanheceu triste e dormirá chorando suas perdas. E o que restou do Haiti foram lágrimas, escombros e, por que não, uma pequena notável flor. Uma flor simbólica de esperança, representando a força que unirá todos os pesares e os transformarão em garras para que, não só os haitianos mas todos nós, nos levantemos e, dessa vez, quem sabe, superemos até os males que o terremoto não conseguiu derrubar.

Um comentário:

  1. O mundo ja esta acostumado a entristeser por alguma catastrofe, a um tempo atraz foi a tsuname e outros lugares ja teveram suas catastrofes, a quaestao que paises ricos degradam a natureza sem do nem piedade, eles sofrem com isso, mais sofrem menos que os paises que nao tem nada para se reerguerem. o mundo originousse do caos e para o caos caminhará, a terra se modifica e nos passamos por ela.

    ResponderExcluir

Sua vez de falar :)

13 de jan de 2010

Uma flor embaixo dos escombros

Infelizmente, o Haiti foi vítima de mais um atentado; dessa vez não foi a fome, tampouco a pobreza extrema que espalhou corpos pelas ruas haitianas. Desta vez, ironicamente, foi a própria natureza.
Há 200 anos não víamos um terremoto com tamanha força e magnitude. E foi na tarde de ontem (12) que o Haiti, já debilitado socialmente, amargurou e sofreu com a força da natureza, do acaso.
Foram contabilizados 100 mil mortos, dentre esses brasileiros e brasileiras de verdade como Zilda Arns e soldados anônimos - por eles, o mundo inteiro amanheceu triste e dormirá chorando suas perdas. E o que restou do Haiti foram lágrimas, escombros e, por que não, uma pequena notável flor. Uma flor simbólica de esperança, representando a força que unirá todos os pesares e os transformarão em garras para que, não só os haitianos mas todos nós, nos levantemos e, dessa vez, quem sabe, superemos até os males que o terremoto não conseguiu derrubar.

Um comentário:

  1. O mundo ja esta acostumado a entristeser por alguma catastrofe, a um tempo atraz foi a tsuname e outros lugares ja teveram suas catastrofes, a quaestao que paises ricos degradam a natureza sem do nem piedade, eles sofrem com isso, mais sofrem menos que os paises que nao tem nada para se reerguerem. o mundo originousse do caos e para o caos caminhará, a terra se modifica e nos passamos por ela.

    ResponderExcluir

Sua vez de falar :)