17 de mar de 2010

Refletindo sobre a marginalização


"Tantos anos estudando, aprendendo, me envolvendo com o mundo e tudo mais que alguém pode fazer para integrar-se a uma sociedade que, querendo ou não, pertence àqueles que têm dinheiro." Quem concordou com o que eu disse acima, meus pêsames. Falei por provocação, pois o tema do post de hoje é: o que significa estar à margem da sociedade?

Creio que podemos ficar à margem em diferentes situações da vida sem que experimentemos a margem social propriamente dita, afinal, quantas vezes nos sentimentos excluídos de determinados grupos porque não nos encaixamos nos perfis, ou melhor, nos moldes que produzem pessoas com aparência, pensamento e sentimentos idênticos? Estar à margem depende do ponto de vista e em alguns casos ser marginalizado* pode até não ser tão ruim. Por exemplo, dou graças a Deus por estar à margem dos hipócritas. Não quero pertencer a esta fábrica de mentes inertes e cheias de telha de aranha.

Além de sermos postos à margem por outras pessoas e/ou grupos, podemos ser marginalizados por nós mesmos - e talvez seja essa a forma mais frequente e cruel de marginalização, pois quem melhor para conhecer as nossas fraquezas e nos atacar por meio delas? Se entendem o que estou dizendo, sabem que quando temos uma fraqueza, não são os outros que aproveitam-na para nos machucar, muitas vezes somos nós. E as fraquezas são alvos fáceis para que soframos a marginalização, pois quem não se ama, não é capaz de se auto-afirmar. Desta forma, o correto não é fazer de tudo para não ser posto à margem, (como comecei esse texto), mas sim definir com clareza nossos limites e nossos defeitos para, assim, julgar se somos marginalizados e se, de fato, isso é tão ruim assim.

*Marginalizado = Por favor, né gente..Não to dizendo que alguém aqui seja marginal. Falo do ato da exclusão, ser excluído, rejeitado, etc... ;)

Um comentário:

  1. verdade, vó... a pior marginalização é aquela a qual nós mesmos nos colocamos. Estamos à margem de tanta coisa... que ruim... que bom! O.O
    Te amo, vozinha =*

    ResponderExcluir

Sua vez de falar :)

17 de mar de 2010

Refletindo sobre a marginalização


"Tantos anos estudando, aprendendo, me envolvendo com o mundo e tudo mais que alguém pode fazer para integrar-se a uma sociedade que, querendo ou não, pertence àqueles que têm dinheiro." Quem concordou com o que eu disse acima, meus pêsames. Falei por provocação, pois o tema do post de hoje é: o que significa estar à margem da sociedade?

Creio que podemos ficar à margem em diferentes situações da vida sem que experimentemos a margem social propriamente dita, afinal, quantas vezes nos sentimentos excluídos de determinados grupos porque não nos encaixamos nos perfis, ou melhor, nos moldes que produzem pessoas com aparência, pensamento e sentimentos idênticos? Estar à margem depende do ponto de vista e em alguns casos ser marginalizado* pode até não ser tão ruim. Por exemplo, dou graças a Deus por estar à margem dos hipócritas. Não quero pertencer a esta fábrica de mentes inertes e cheias de telha de aranha.

Além de sermos postos à margem por outras pessoas e/ou grupos, podemos ser marginalizados por nós mesmos - e talvez seja essa a forma mais frequente e cruel de marginalização, pois quem melhor para conhecer as nossas fraquezas e nos atacar por meio delas? Se entendem o que estou dizendo, sabem que quando temos uma fraqueza, não são os outros que aproveitam-na para nos machucar, muitas vezes somos nós. E as fraquezas são alvos fáceis para que soframos a marginalização, pois quem não se ama, não é capaz de se auto-afirmar. Desta forma, o correto não é fazer de tudo para não ser posto à margem, (como comecei esse texto), mas sim definir com clareza nossos limites e nossos defeitos para, assim, julgar se somos marginalizados e se, de fato, isso é tão ruim assim.

*Marginalizado = Por favor, né gente..Não to dizendo que alguém aqui seja marginal. Falo do ato da exclusão, ser excluído, rejeitado, etc... ;)

Um comentário:

  1. verdade, vó... a pior marginalização é aquela a qual nós mesmos nos colocamos. Estamos à margem de tanta coisa... que ruim... que bom! O.O
    Te amo, vozinha =*

    ResponderExcluir

Sua vez de falar :)