27 de ago de 2010

Onde mora o coração - Filme

            Acabo de assistir ao filme 'Onde mora o coração', que conta a estória de uma garota de 17 anos abandonada grávida pela família e namorado, mas que acaba reconstruindo sua vida a duras penas com a ajuda de pessoas excêntricas e maravilhosas.


           Novalee (foto) tem 17 anos, sem família, abandonada pelo namorado e grávida. Qualquer pessoa se desesperaria se estivesse na mesma situação; entretanto, Novalee é uma jovem de muita garra e, acima de tudo, bom coração. Sem dinheiro e sem lugar para ir, Novalee se vê obrigada a morar num famoso supermercado americano: Wal Mart, onde, mais tarde, dá a luz à sua filha Americus. A partir daí, a mídia sensacionalista americana batiza Novalee e Americus de 'Mamãe e bebê Wal-Mart'. Com isso, Novalee conhece novos amigos e passa a fazer parte de uma não-convencional família que irá ajudá-la a se transformar de uma adolescente sem-teto para uma forte mulher de sucesso.

           Esta foi a sinopse, mas o que eu realmente quero fixar é um assunto que o filme também retrata, mas que acaba sendo de forma bem menos aparente, por ser um drama/romance. Falo do perdão, tão em falta nesses tempos em que vivemos. No filme, a protagonista, abandonada pela mãe e pelo namorado, acaba perdoando ambos pelas falhas do passado; entretanto, por mais sincero e emocionado que tenha sido o perdão concedido, a mãe da garota não consegue abdicar seus antigos hábitos como a mesquinhez e a covardia, abandonando-a novamente e levando todo o seu dinheiro. -Creio que o escritor do filme quis mostrar que, por mais que sejamos amáveis, sempre existirão aquelas pessoas irrecuperáveis, cujo coração já não conhece mais o sentimento, por estar muito acostumado à ambição e outras distorções de valores-

          Além do perdão, existe a capacidade de superação ou resiliência, que é muito bem ilustrada na figura de uma adolescente americana, pobre e grávida que se transforma em uma fotógrafa de prestígio e sucesso.

          Desta forma, convido a todos a assistir este filme, que não é um clássico ou uma memorável super-produção, mas que vale muito a pena, pois nos ensina - ou melhor - nos relembra, antigos valores que deixamos cair pelo caminho.

P.S: O número cinco (que me persegue há muitos anos) tem uma importância especial no filme, o que me fez gostar mais ainda de assisti-lo. 

Espero que tenham se interessado e assistam ao filme, garanto que não vão se arrepender. Ah.... e voltem aqui para contar como foi a experiência! ; )

-Bom final de semana!-

(Só para constar, hoje estava nascendo uma pessoa que amo muito: @alberthmoreira, poderia fazer um post, mas isso seria muito, muito, muito pouco perto do que ele realmente merece, então, me limito a dizer que quero muito te ver ainda hoje. Te amo.)


5 comentários:

  1. Quero muito assiter este filme, qundo a classicos e produçoes, bom existe uma coisa pouco falada nesta arte q é o cinema, o roteiro. nenhum filme é bom sem um bom roteiro, por mais grandioso que seja.

    ResponderExcluir
  2. Vou me juntar a esse clube dos que querem ver esse filme ^^

    ResponderExcluir
  3. muito bom o filme
    mostra uma parte da vida real

    ResponderExcluir
  4. Postei o filme em partes no Youtube http://youtu.be/XiLmJAMU6Kk

    ResponderExcluir
  5. Assisti a pouco tempo ... este foi um otimo filme que nos leva a refletir sobre as muitas possibilidades de vencer e superar adversidades ... nossa vida e assim as vezes precisamos passar por um grande problema para la na frente termos a certeza de que e possivel ser genuinamente Feliz ... e nunca devemos deixar de acreditar em Deus pois sem ele nada do que foi poderia ser ...

    ResponderExcluir

Sua vez de falar :)

27 de ago de 2010

Onde mora o coração - Filme

            Acabo de assistir ao filme 'Onde mora o coração', que conta a estória de uma garota de 17 anos abandonada grávida pela família e namorado, mas que acaba reconstruindo sua vida a duras penas com a ajuda de pessoas excêntricas e maravilhosas.


           Novalee (foto) tem 17 anos, sem família, abandonada pelo namorado e grávida. Qualquer pessoa se desesperaria se estivesse na mesma situação; entretanto, Novalee é uma jovem de muita garra e, acima de tudo, bom coração. Sem dinheiro e sem lugar para ir, Novalee se vê obrigada a morar num famoso supermercado americano: Wal Mart, onde, mais tarde, dá a luz à sua filha Americus. A partir daí, a mídia sensacionalista americana batiza Novalee e Americus de 'Mamãe e bebê Wal-Mart'. Com isso, Novalee conhece novos amigos e passa a fazer parte de uma não-convencional família que irá ajudá-la a se transformar de uma adolescente sem-teto para uma forte mulher de sucesso.

           Esta foi a sinopse, mas o que eu realmente quero fixar é um assunto que o filme também retrata, mas que acaba sendo de forma bem menos aparente, por ser um drama/romance. Falo do perdão, tão em falta nesses tempos em que vivemos. No filme, a protagonista, abandonada pela mãe e pelo namorado, acaba perdoando ambos pelas falhas do passado; entretanto, por mais sincero e emocionado que tenha sido o perdão concedido, a mãe da garota não consegue abdicar seus antigos hábitos como a mesquinhez e a covardia, abandonando-a novamente e levando todo o seu dinheiro. -Creio que o escritor do filme quis mostrar que, por mais que sejamos amáveis, sempre existirão aquelas pessoas irrecuperáveis, cujo coração já não conhece mais o sentimento, por estar muito acostumado à ambição e outras distorções de valores-

          Além do perdão, existe a capacidade de superação ou resiliência, que é muito bem ilustrada na figura de uma adolescente americana, pobre e grávida que se transforma em uma fotógrafa de prestígio e sucesso.

          Desta forma, convido a todos a assistir este filme, que não é um clássico ou uma memorável super-produção, mas que vale muito a pena, pois nos ensina - ou melhor - nos relembra, antigos valores que deixamos cair pelo caminho.

P.S: O número cinco (que me persegue há muitos anos) tem uma importância especial no filme, o que me fez gostar mais ainda de assisti-lo. 

Espero que tenham se interessado e assistam ao filme, garanto que não vão se arrepender. Ah.... e voltem aqui para contar como foi a experiência! ; )

-Bom final de semana!-

(Só para constar, hoje estava nascendo uma pessoa que amo muito: @alberthmoreira, poderia fazer um post, mas isso seria muito, muito, muito pouco perto do que ele realmente merece, então, me limito a dizer que quero muito te ver ainda hoje. Te amo.)


5 comentários:

  1. Quero muito assiter este filme, qundo a classicos e produçoes, bom existe uma coisa pouco falada nesta arte q é o cinema, o roteiro. nenhum filme é bom sem um bom roteiro, por mais grandioso que seja.

    ResponderExcluir
  2. Vou me juntar a esse clube dos que querem ver esse filme ^^

    ResponderExcluir
  3. muito bom o filme
    mostra uma parte da vida real

    ResponderExcluir
  4. Postei o filme em partes no Youtube http://youtu.be/XiLmJAMU6Kk

    ResponderExcluir
  5. Assisti a pouco tempo ... este foi um otimo filme que nos leva a refletir sobre as muitas possibilidades de vencer e superar adversidades ... nossa vida e assim as vezes precisamos passar por um grande problema para la na frente termos a certeza de que e possivel ser genuinamente Feliz ... e nunca devemos deixar de acreditar em Deus pois sem ele nada do que foi poderia ser ...

    ResponderExcluir

Sua vez de falar :)